Venda ou alugue a sua casa!
Área Pessoal Lista de imóveis

Pesquisar Notícias

Pesquisar

ler mais Agenda

07 mai 13 a 11 mai 13 Tektónica Moçambique

26 out 12 a 28 out 12 - Madrid - Palacio de Congresos de Madrid Salón de la Vivienda de Madrid

22 outubro 2014

Qual o melhor ângulo para fotografar imóveis?

interiores

Lembre-se que, regra geral, as fotografias são o primeiro contacto do cliente com o imóvel. Como tal, deve trabalhar no sentido de conseguir captar fotografias atrativas que mostrem os pontos fortes do seu imóvel e que conseguiam despertar o interesse dos seus potenciais clientes.

Como conseguir boas fotografias do interior do imóvel?
Cada ângulo de uma divisão é capaz de criar uma noção diferente do ambiente e do espaço envolvente. Como tal, torna-se importante conhecer alguns aspetos que ajudam no trabalho de captura de uma boa imagem:

- Evite fotografias tiradas de cima para baixo. Estima-se que a altura mais apropriada para captar as dimensões da divisão ronda 1,45m. Tente enquadrar-se e captar tanto as linhas de teto como de chão, de forma que quem procura casa consiga dimensionar o espaço.
- Aumente a sensação de espaço. Experimente fotografar a partir de um canto da divisão de forma a dar uma noção de profundidade e, simultaneamente conseguir um melhor enquadramento.
- Fotografe aspetos que reflitam o tipo de imóvel. Consoante o tipo de imóvel em questão, os potenciais clientes e os pormenores a que estão atentos variam. Pense nas caraterísticas que agradarão aos interessados nesse género de imóvel e procure captar detalhes. Por exemplo, no caso de um imóvel antigo, fotografe os relevos do teto, os pormenores dos rodapés, dos candeeiros ou das maçanetas.
- Nunca “corte” as linhas de porta e janelas. Sem conhecer o imóvel, é importante que os clientes consigam criar uma imagem mental com base nas fotografias disponibilizadas por si. A perceção completa do espaço bem como as distâncias das janelas/portas aos cantos da divisão e ao teto são importantes para que os futuros moradores comecem a rechear o espaço à sua maneira.
- Evite planos que mostrem reflexos nos vidros e espelhos. Apesar de terem um valor acrescido no que toca à decoração e personalização dos espaços, fotografias com reflexos não trazem bons resultados. Não fotografe diretamente um espelho/vidro, sendo que, normalmente, as fotografias saem com manchas brancas e diminuem a nitidez do ambiente.

Como tirar fotografias atraentes ao exterior do imóvel?
Mesmo que a compra ou arrendamento de um imóvel diga respeito a um espaço fechado, com clientes cada vez mais exigentes, a preocupação também recai na parte exterior do imóvel e no espaço envolvente. Deste modo, para fotografar o exterior do edifício, deve ter em consideração:

- Enquadrar toda a fachada do imóvel. Os futuros moradores querem conhecer o edifício completo e perceber de que forma ele se enquadra com o ambiente à sua volta. Uma sugestão para conseguir uma boa fotografia passa por capturar a fachada a alguma distância e tentar aproximar um pouco a imagem com o zoom da própria máquina fotográfica.
- Mostrar tudo o que agrega valor ao imóvel. Sempre que o imóvel tiver associados a si outros espaços (como piscinas e jardins), deve reunir um conjunto de fotografias que mostrem cada uma dessas zonas individualmente e a forma como se relacionam como um todo na totalidade do espaço.
- Aproveitar as perspetivas. A perspetiva é uma forma de conferir profundidade às suas fotografias. Depois de uma fotografia completa da fachada do imóvel, concentre-se agora em captar os ângulos que beneficiem o local. Dê especial atenção às linhas do imóvel e procure que estas valorizem o ambiente. Estimular os sentidos dos seus clientes é o caminho para cativá-los.
- Melhorar a profundidade. No caso de fotografias a piscinas, colocar-se um pouco mais alto que o nível do solo vai ajudar a obter uma impressão de profundidade.

Não tenha medo de experimentar, faça vários cliques e procure o melhor ângulo de visão.

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.